A Carta da Terra: O planeta em nossas mãos

No dia 22 de Abril é comemorado o Dia da Terra e com ele somos convidados a fazer algumas reflexões. Você já imaginou se houvesse uma carta escrita para nós feita pelo planeta terra? O que será que ele escreveria? Bom, se trabalharmos um pouco com a imaginação, poderemos acreditar que poderia ser desde uma carta de boas-vindas até uma carta de expulsão, não acha? Pensando a partir dos comportamentos humanos com o planeta, em 1987 a Comissão Mundial das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento fez um chamado para a formalização de uma Carta com o objetivo de discutir a relação da humanidade com o planeta. Em 1997, visando abordar assuntos não concluídos pela Cúpula da Terra no Rio em 1992 e 1994, foi formada a comissão organizadora que, após uma década de debates interculturais, com consultas abertas e participativas no mundo todo e também com a participação de milhares de pessoas e centenas de organizações, escreveu a Carta da Terra.
 

 

O que é a Carta da Terra

Segundo definição encontrada na própria Carta, é uma declaração de princípios fundamentais para a construção de uma sociedade global no século XXI que seja justa, sustentável e pacífica. Procura inspirar a todos os povos um sentido de interdependência global e de responsabilidade compartilhada pelo bem estar da humanidade e do mundo em geral. Em outras palavras, lembrar a todos que estamos no mesmo planeta, somos todos iguais em nossas necessidades básicas e precisamos dos mesmos recursos (Natureza) para sobreviver.

Como podemos contribuir com esses conceitos

A Carta nos desafia a examinar nossos valores, a viver numa sociedade mais inclusiva, analisando nossas ações individuais e coletivas no sentido de procurarmos entender nossa diversidade cultural, moral e de costumes, para que acolhamos uma visão ética compartilhada. Isso requer usar da empatia, da compreensão e do respeito aos outros, entendermos que também somos parte de um sistema comum. A visão da Carta está baseada em uma ética inclusiva, reconhecendo que o meio ambiente, direito humanos, desenvolvimento humano equitativo e a paz são inseparáveis e interdependentes. Para contribuir você pode acessar o conteúdo da Carta, participar de grupos locais, iniciar um grupo de estudos de como aplicar esses conceitos na sua casa e comunidade, dar apoio a organizações e pressionar por ações dos governantes em prol deste bem comum. Também pode participar das iniciativas promovidas pela Oudiser Brasil.

 

 

Mas como essa Carta tem relação com a nosso dia-a-dia?

A terra é nosso lar comum. Ela nos fornece os recursos necessários para tudo que produzimos e consumimos. O planeta tem uma capacidade imensa de se recuperar, mas com a degradação acelerada causada pelos impactos do ser humano, essa capacidade de recuperação fica limitada. Por isso temos que agir imediatamente, com pequenas e contínuas ações que promovam o bem estar, a integração e o respeito entre todos os seres e a natureza. Apesar de acreditarmos que a água é um bem infinito, se ao retornar ao seu habitat ela esteja contaminada e poluída, pode ser considerada imprópria, causando morte no seu caminho e esgotando sua capacidade de depuração. Cada um de nós partilha essa responsabilidade pelo presente e pelo futuro bem estar da humanidade e do meio ambiente.

Para isso, precisamos de uma mudança na mente e no coração. Devemos desenvolver um modo de vida sustentável, com toda a diversidade cultural respeitada e incluída. Todo indivíduo tem um papel fundamental a desempenhar. Que o nosso tempo seja lembrado pelo despertar de uma nova consciência!

 

Conheça o conteúdo completo em: www.cartadaterrabrasil.com.br
 
Todos juntos por um mundo bom para todos!
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Receba novidades e dicas ambientais no seu e-mail!