Como a Finlândia faz a gestão de resíduos?

Classificar e reciclar os resíduos é uma parte essencial da gestão sustentável de resíduos. O crescimento populacional global, a urbanização e o aumento dos padrões de vida aumentam a quantidade de resíduos produzidos. Por isso, ter um tratamento adequado diminui os impactos negativos de resíduos não tratados e despejados ilegalmente, como doenças transmitidas por insetos e água contaminada. Portanto, é importante tratar os resíduos que todos nós produzimos adequadamente.

Um bom exemplo de sistemas de tratamento de resíduos bem geridos: Finlândia. Uma terra de mil lagos no extremo norte. Na Finlândia, vários tipos de materiais foram reciclados durante muitos anos. Os materiais recicláveis são resíduos biológicos, embalagens de cartão e cartão, vidro, metal, plástico e papel. Os resíduos não recicláveis estão sendo utilizados na produção de eletricidade e calor.

Embora na Finlândia a gestão de resíduos não enfrente grandes quantidades de resíduos como países com maior população, como o Brasil, já que a população em toda a Finlândia é de apenas cerca de 5,5 milhões de pessoas, é compreensível que gerenciar o lixo em um país tão grande quanto o Brasil seja muito mais difícil do que na Finlândia.

De quem é a responsabilidade?

A responsabilidade de coletar e classificar os resíduos produzidos nas residências é dos municípios, assim como o lixo produzido em instituições públicas, como escolas e hospitais. Cada município deve garantir que os resíduos sejam tratados adequadamente. A separação de lixo em casa é de responsabilidade dos moradores.

Na Finlândia, uma pessoa produz cerca de 500 kg de resíduos por ano. Mais da metade dos resíduos não recicláveis produzidos estão sendo incinerados na recuperação de energia. Significa combustão dos resíduos para produzir energia, que é utilizada como calor e eletricidade. Por ter infraestrutura de incineração isso reduz a quantidade de resíduos que acabam em aterros sanitários.

Em 2017, apenas 5 kg de resíduos produzidos por uma única pessoa em um ano foram destinados a aterros ou outros. No entanto, a Finlândia não tem capacidade suficiente para incinerar todos os resíduos misturados que estão sendo produzidos. Uma grande quantidade de resíduos mistos está sendo exportada para países vizinhos, como a Suécia e a Estônia.

 

 

Editado a partir da fonte: https://kivo.fi/ymmarramme/jatehuolto-ja-kiertotalous/

Entre a gestão de resíduos organizada pelos municípios, há também sistemas de reciclagem de resíduos chamados de responsabilidade do produtor. Responsabilidade do produtor significa a obrigação para os fabricantes e importadores de produtos de organizar o tratamento de resíduos às suas custas quando os produtos são descartados. A responsabilidade do produtor aplica-se ao papel, resíduos de embalagens, resíduos elétricos e eletrônicos, pneus de automóveis e carros de sucata. A responsabilidade do produtor pode ser vista, por exemplo, como pontos de coleta de resíduos em todo o país.

Esses pontos de coleta de lixo são administrados por empresas fora do gerenciamento municipal de resíduos, mas seu uso é gratuito para o cidadão comum. As empresas que produzem os produtos e serviços acima mencionados pagam por essa gestão de resíduos. Os pontos de coleta de lixo estão localizados ao ar livre e podem ser usados por todos.

 

Recipientes de coleta de resíduos na cidade de Lappeenranta, Leste da Finlândia. Fonte:
 
https://www.lappeenranta.fi/fi/Palvelut/Ymparisto/Jatehuolto-ja-kierratys
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Receba novidades e dicas ambientais no seu e-mail!